INÍCIO BÍBLIA ONLINE SNT SEPTUAGINTA NOVO TESTAMENTO
AUXÍLIOS BÍBLICOS DICIONÁRIO BÍBLICO TERMOS DE USO
Gênesis Êxodo Levítico Números Deuteronômio Josué Juízes Rute
1 Samuel 2 Samuel 1 Reis 2 Reis 1 Crônicas 2 Crônicas Esdras Neemias
Ester Salmos Provérbios Eclesiastes Cântico dos Cânticos Isaías
Jeremias Lamentações de Jeremias Ezequiel Daniel Oséias Joel Amós Obadias
Jonas Miquéias Naum Habacuque Sofonias Ageu Zacarias Malaquias
1 Macabeus
Mateus Marcos Lucas

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Septuaginta - 1 Macabeus - Capítulo 1

1 E aconteceu, depois que Alexandre, filho de Filipe, o macedônio, tendo saído da terra de Quitim, feriu a Dario, rei dos persas e dos medos, que ele reinou em seu lugar, sendo o primeiro sobre a Grécia,
2 e também fez muitas guerras e conquistou muitas fortalezas, matando os reis da terra;
3 e adentrou até os confins da terra, e tomou despojos de muitas nações, de tal forma que a terra ficou em silêncio diante dele. Depois disso, ele foi exaltado e seu coração ensoberbeceu-se.
4 E ele reuniu um exército forte e poderoso, e governou sobre países, nações e reis, que se tornaram seus tributários.
5 E, depois destas coisas, ficou doente, conhecendo que deveria morrer.
6 Por causa disso, ele chamou seus servos, todos que eram honoráveis e que haviam sido criados com ele desde a sua juventude, e dividiu seu reino entre eles enquanto estava vivo.
7 Alexandre reinou ainda doze anos, e depois morreu.
8 E os seus servos assumiram o domínio, cada um em seu próprio lugar.
9 E, após a sua morte, todos colocaram coroas sobre si mesmos. Assim também fizeram os seus filhos, por muitos anos; e os males se multiplicaram na terra.
10 E saiu deles uma raiz má, Antíoco, de nome de Epifânio, filho do rei Antíoco, que tinha sido refém em Roma, e reinou no centésimo trigésimo sétimo ano do reino dos gregos.
11 Naqueles dias, foram para lá, de Israel, homens perversos que persuadiram a muitos, dizendo: "Façamos uma aliança com os pagãos que estão à nossa volta; porquanto, desde que nos afastamos deles, tivemos muitas tristezas."
12 E esta ideia agradou-lhes.
13 Então certas pessoas ficaram tão decididas que foram ao rei, e este lhes deu licença para fazer segundo as ordenanças dos pagãos.
14 Com isto, edificaram um ginásio em Jerusalém, segundo os costumes dos pagãos.
15 E se tornaram incircuncisos, e abandonaram a santa aliança, unindo-se aos pagãos; e venderam-se à maldade.
16 Ora, quando o reino ficou estabelecido diante de Antíoco, ele pensou em reinar sobre o Egito, para que pudesse ter o domínio de dois reinos.
17 Por este motivo, ele entrou no Egito com uma grande multidão, com carros, elefantes, cavaleiros e uma grande marinha,
18 e fez guerra contra Ptolomeu, rei do Egito; mas Ptolomeu teve medo dele, e fugiu. E muitos foram feridos de morte.
19 Assim eles se apossaram das cidades fortes na terra do Egito, e ele tirou os seus despojos.
20 E depois que Antíoco abateu o Egito, ele voltou novamente, no centésimo quadragésimo e terceiro ano, subindo contra Israel e contra Jerusalém com grande multidão,
21 e entrou, cheio de soberba, no santuário, tirando o altar de ouro e o candelabro de luz, e todos os seus utensílios,
22 e a mesa dos pães da proposição, e os vasos para líquidos, e os frascos, e os incensários de ouro, e o véu, e a coroa, e os ornamentos de ouro que estavam diante do templo. Tudo isto ele tirou.
23 E tomou também a prata, o ouro e os vasos preciosos; também tomou os tesouros escondidos que encontrou.
24 E, depois de haver tirado tudo, entrou na sua terra, tendo feito um grande massacre. E falou mui orgulhosamente.
25 Por isto, houve um grande luto em Israel, em todos os lugares onde os judeus se encontravam,
26 de modo que os príncipes e os anciãos lamentaram, as virgens e os jovens se enfraqueceram, e a beleza das mulheres murchou.
27 Todo noivo levantou lamentações, e a que estava sentada na sala de casamento ficou taciturna.
28 Também a terra moveu-se pelos seus habitantes, e a casa de Jacó estava toda coberta de assombro.
29 E, depois de dois anos completos se haverem passado, o rei enviou seu principal coletor de tributos às cidades de Judá; e vieram à Jerusalém, com grande multidão,
30 e lhes falaram palavras pacíficas. Porém, tudo era engano; pois, quando lhe acreditaram, ele caiu de repente sobre a cidade, ferindo-a grandemente, e destruiu a muitas pessoas em Israel.
31 E, depois de haver tirado os despojos da cidade, incendiou-a; e derrubou as casas, e os seus muros ao redor.
32 Mas as mulheres e os seus filhos eles levaram cativos, e apossaram-se do gado.
33 Então edificaram a cidade de Davi com um muro grande e forte, e com poderosas torres, e fizeram dela uma fortaleza para si mesmos.
34 E puseram nela uma nação pecadora, de homens perversos, nos quais confiavam.
35 Também a abasteceram com armaduras e víveres, e quando ajuntaram os despojos de Jerusalém eles os colocaram ali; e assim ela se tornaram uma armadilha cruel,
36 pois este era um lugar para se fazer cerco contra o santuário, e um adversário maligno para com Israel.
37 Desta forma, derramaram sangue inocente de todos os lados do santuário, e o contaminaram,
38 de modo que os habitantes de Jerusalém fugiram por causa deles; com isto, a cidade foi habitada por estranhos e tornou-se estranha aos que nasceram nela. E seus próprios filhos a deixaram.
39 Seu santuário ficou desolado como um deserto, suas festas foram transformadas em luto, seus sábados em reprovações, sua honra em desprezo.
40 Como tinha sido aumentada a sua glória, aumentou igualmente a sua desonra, e a sua excelência foi transformada em luto.
41 Além disso, o rei Antíoco escreveu a todo o seu reino para que todos fossem um só povo,
42 e cada um deveria abandonar suas leis. E, assim, todos os pagãos concordaram, de acordo com o mandamento do rei.
43 Sim, muitos, também, dos israelitas concordaram com a religião dele, e sacrificaram aos ídolos, e profanaram o sábado.
44 Pois o rei enviou cartas por mensageiros à Jerusalém e às cidades de Judá, para que seguissem as leis estranhas à terra,
45 e proibia os holocaustos, os sacrifícios e as ofertas no templo. E ordenou-lhes que profanassem os dias dos sábados e das festas,
46 e que poluíssem o santuário e o povo sagrado;
47 que levantassem altares, bosques e capelas aos ídolos, e que sacrificassem carne de porco e de animais imundos;
48 e que também deixassem a seus filhos incircuncisos, e contaminassem as suas almas com toda a sorte de impurezas e profanações,
49 de modo que, ao fim, eles pudessem esquecer a lei e mudar todas as ordenanças.
50 E quem quer que não fizesse de acordo com o mandamento do rei, disse ele, morreria.
51 Da mesma maneira escreveu a todo o seu reino, e designou supervisores sobre todo o povo, ordenando às cidades de Judá que sacrificassem, cidade após cidade.
52 Então muitos dos povos se ajuntaram a eles, a todo aquele que abandonou a lei. E, desta forma, cometiam males na terra.
53 E fez com que os israelitas fossem para lugares secretos, aonde pudessem fugir para socorrer-se.
54 Então, no décimo quinto dia do mês de quisleu, no centésimo quadragésimo quinto ano, estabeleceram a abominação da desolação sobre o altar, e edificaram altares aos ídolos nas cidades de Judá, por todos os lados,
55 e queimaram incenso nas portas de suas casas e nas ruas.
56 E fazendo em pedaços os livros da lei que encontraram, queimaram-nos com fogo.
57 E se alguém fosse encontrado com qualquer livro do testamento, ou seguindo a lei, o mandamento do rei era para que o matassem.
58 Assim eles fizeram, por sua autoridade, com os israelitas, todos os meses, com todos os que foram encontrados nas cidades.
59 E no vigésimo quinto dia do mês sacrificaram sobre o altar do ídolo que estava sobre o altar de Deus.
60 No mesmo tempo em que, de acordo com a ordem, mataram certas mulheres, as quais haviam feito com que seus filhos fossem circuncidados.
61 E eles enforcaram os bebês, e arrasaram suas casas, e mataram os que os circuncidaram.
62 Contudo, muitos em Israel estavam totalmente decididos e de acordo consigo mesmos para não comerem nada impuro.
63 Deste modo, preferiam antes morrer do que serem contaminados com carnes impuras, para que não profanassem a santa aliança. E assim morreram.
64 E houve grande ira sobre Israel.

Nenhum comentário: